Volte a Realidade

5 distopias que você deveria ler

12:00:00 Carol Marchesin 7 Comments Category :



Olá! Cá estou eu mais uma vez para falar de livro,  dessa vez de um gênero que anda muito na moda ultimamente e é um dos meus preferidos: Distopias! 

Segundo nosso amigo Wikipédia, "Distopia ou antiutopia é o pensamento, a filosofia ou o processo discursivo baseado numa ficção cujo valor representa a antítese da utopia ou promove a vivência em uma "utopianegativa". As distopias são geralmente caracterizadas pelo totalitarismoautoritarismo, por opressivo controle da sociedade. Nelas, "caem as cortinas", e a sociedade mostra-se corruptível; as normas criadas para o bem comum mostram-se flexíveis. A tecnologia é usada como ferramenta de controle, seja do Estado, seja de instituições ou mesmo decorporações." Sim, cada livro é um universo novo e totalmente louco que vale MUITO a pena conhecer.


1984 - George Orwell

""1984" não é apenas mais um livro sobre política, mas uma metáfora do mundo que estamos inexoravelmente construindo. Invasão de privacidade, avanços tecnológicos que propiciam o controle total dos indivíduos, destruição ou manipulação da memória histórica dos povos e guerras para assegurar a paz já fazem parte da realidade. Se essa realidade caminhar para o cenário antevisto em 1984 , o indivíduo não terá qualquer defesa. Aí reside a importância de se ler Orwell, porque seus escritos são capazes de alertar as gerações presentes e futuras do perigo que correm e de mobilizá-las pela humanização do mundo."
Essa é A distopia! Se estivéssemos falando sobre varinhas, ela seria A Varinha das Varinhas (sim, sou Potterhead ;))! O livro analisa, além da sociedade totalitária, o homem e seus desejos: sejam eles carnais, por conhecimento ou por liberdade. Nele, a humanidade parou no tempo, ninguém sabe ao certo em que ano estão vivendo, com que país estão em guerra, ou o que acontecia antes do período do Grande Irmão. É daqueles livros sobre o qual você não sabe direito o que dizer, a não ser: LEIA!

Jogos Vorazes (série) - Suzanne Collins

"Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?"
Aqui já estamos falando das distopias mais recentes, e da qual tenho certeza que a maioria de vocês -se não todos- conhecem. Suzanne nos envolve muito com a história dos personagens, que são incríveis, principalmente dentro da Arena, onde conhecemos melhor Katniss por suas atitudes. No primeiro livro a sociedade não é muito explorada, mas nos dois livros seguintes ficamos cheios de informação sobre ela, o passado de Panem e dos personagens. E não deixem de assistir o filme, também é bem bom! Em Chamas, filme do segundo livro da série, será lançado dia 15 de novembro, quem mais está ansiosa(o)??? \o/

•A Hospedeira - Stephenie Meyer

"Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam."
Sim, este livro é da autora de Crepúsculo. E para você que tem preconceito com a série de vampiros, faça-me o favor e comece a ler este livro AGORA! Não há comparação entre a Stephanie da saga Crepúsculo e a de A Hospedeira. Essa nos surpreende com tamanha riqueza de detalhes e nos faz passar por tantos sentimentos que é bem provável que você sinta raiva, ria e chore mais de uma vez durante a leitura, além de ser bem escrito e ter uma ideia central genial. A história é boa do começo ao fim, com uma intensidade incrível que eu não esperava nem um pouco. Este também tem filme, que apesar de não ser a melhor adaptação cinematográfica de todos os tempos é ótimo e vai fazer você se apaixonar (pelo Ian, de preferência ♥).

•Delírio - Lauren Oliver

"Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?"
Gente, como eu amo esse livro!! A história é tão envolvente que tenho certeza que você vai querer passar a noite lendo e acordar cheia de olheiras para ir pra escola - e, acredite, vale a pena! Só o fato de o amor ser uma doença já nos deixa "encucados" e loucos por mais. Morro tanto de amores por essa distopia que não sei o que falar, mas juro que você não vai se arrepender de ler.

Divergente (série) - Veronica Roth

"Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive."
Acho essa ideia de sociedade que a Veronica Roth criou sensacional! Além de ter os personagens mais intensos e queridos do mundo! Comprei os livros (os dois primeiros) no escuro, sem saber direito do que se tratava, e me surpreendeu muito! Tris é totalmente alheia ao meio em que vive, mas quando tem que escolher para onde vai, pensa com o coração antes de tudo. Além de mudar sua casa e sua vida, ela teria que deixar sua família e é isso o que mais dói. Sorte que todos temos razão e emoção dentro de nós, porque ela escolhe o que lhe parece mais sábio e o mundo que lhe é apresentado traz muitas aventuras e uma história de amor de tirar o fôlego. Podem me agradecer, eu sei que essa história é demais! ;) O segundo livro é ainda melhor que o primeiro e te deixa louca querendo o último, que sai neste fim de ano.

---

Então é isso aí, o universo literário está recheado de histórias com um governa totalitário, no qual, às vezes, tudo o que você faz é visto pelo tal governante, que pode ser uma raça de outro planeta ou até um homem que é geneticamente clonado do seu antepassado. E é aí que a gente agradece pela liberdade de expressão, o estado laico e por ter o privilégio de sentir.



Posts Relacionados

7 comentários

  1. Da sua lista só não li ainda Divergente que eu preciso de mais ler!!
    E não gostei da Hospedeira ><'
    HAUAHUA
    Bjoos
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Divergente é demais!! Só não fiz "top 5" porque gosto tanto de todos que seria uma luta escolher um para cada posição, mas se tivesse feito, Divergente com certeza estaria no top 3 :P Leia mesmo porque é muito legal, e se ler agora não vai ter que esperar tanto pelo terceiro livro..

      Beijos :*

      Excluir
  2. Oi Carol, excelentes indicações.
    De todos estes o único que ainda não me animou foi o 1984. O próximo que quero ler é o Divergente, já adquiri o livro e devo começar esta leitura em breve.

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernando!
      Poxa, verdade que 1984 não te animou?? É um livro mais complicado de ler e tal mas é importante pra saber mais sobre as sociedades totalitárias e o pensamento humano quanto a isso, então se você se interessar por esse assunto (Segunda Guerra Mundial, quem sabe?) não hesite em lê-lo.

      Obrigada por seguir, vou retribuir a visita ;)
      Abraço

      Excluir
  3. Já li 1984, livro mais que incrível! Largava o meu intervalo para aprecia-lo.
    Fiquei super curiosa para ler Divergentes... me deixou muito curiosa. Vou ver se tem e-book por aqui e tentar ler *¬*

    Estou caçando A Hospedeira faz um século, já assisti o filme e presumo que o livro deve ser melhor ainda (como sempre)

    Beijão flor
    http://www.cappuccinoebobagens.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      Incrível mesmo! Me deixou animada para ler mais coisas do Orwell.
      Divergente é muito bom! E se você lê em inglês, recomendo que o faça porque o livro é muito mais emocionante assim. Achei a tradução (pelo menos as partes que li) meio desanimadora. Mas nada que acabe com a história né.
      E tem A Hospedeira pra vender em vários sites por aí! É uma pena que a maioria seja com a capa do filme, mas se quiser na capa original dê uma procurada no Estante Virtual que você acha!

      Beijos

      Excluir
  4. Li só Jogos Vorazes, Divergente e comecei A Hospedeira, mas desisti. As outras nunca pensei em ler, mas gostei da dica!! Uau! Dicas ótimas ein chará? XD

    Um beijo grandããão!
    Cá do Aquela Princesa

    ResponderExcluir