Volte a Realidade

Bate-papo com os leitores. #Adoção.

10:51:00 Jeorgea Scarlatt 0 Comments Category : ,

 Filho adotivo: quando contar a verdade


      Adotar uma criança sempre é uma decisão importante na vida de qualquer casal, às vezes é um sonho realizado quando uma família tem seu "filho de sangue", mais muitas famílias sonham em adotar uma criança, seja neném ou já adolescente.


#MinhaOpinião: Eu sou uma dessas pessoas que é totalmente adepta a adotar um filho, sou adotada e tive a melhor educação que poderia ter, tenho um irmão e realmente não tem diferença alguma por eu ser adotada, quando fazíamos bagunça ninguém pensava ' coitada nunca teve amor, vamos deixar ela riscar a parede', não ninguém nunca pensou assim, e por isso sempre que fazíamos bagunça os dois apanhavam, (o que realmente me fez crescer muito na vida, e me deu limites), se um ganhava algo o outro também e vice e versa.
     
          E então resolvi perguntar a alguns grupos do Facebook sobre esse assunto, e iniciei com duas perguntas e obtive várias respostas. E o nosso bate papo hoje não será apenas com uma pessoa, mais sim com várias, e todas estarão em anônimo, mais com toda sua historias verídicas! Acompanhem:    

  -Você se sente 'excluído' da família por ser adotado? Tem vontade de conhecer sua família biológica?  


K.(Fortaleza)- "Eu não sou adotada mas tenho 2 irmãos adotivos, 1 mais velho com 28 e 1 mais novo com 13 anos, (sou a do meio). Minha família sempre tratou meus irmãos sem nenhuma distinção, a gente nem lembra que são adotados. Mas um é o oposto do outro nessa questão de "se sentir excluído" porque apesar de não haver distinção na minha família, o mais velho se sente literalmente um passarinho fora do ninho e isso é uma coisa de dentro dele mesmo, do psicológico, minha mãe já conversou muito com ele mas não adianta, ele é meio revoltado com essa história. Já meu irmão de 13 é muito bem resolvido com isso, minha família todo o admira por causa da maturidade dele sobre o assunto, ele soube que ele é adotivo e nem se importa com isso, ele entende que a vida dele é muito melhor morando com a gente, ele só fica triste porque o pessoal da escola descobriu que ele é adotado e ficam fazendo bullying com comentários maldosos e minha mãe já está começando a ficar preocupada que a cabeça dele comece a mudar e ver por outro lado."





T.(São Paulo) - "Eu sou adotada e minha mãe biológica me deixou pra adoção no hospital logo que nasci. Não a conheço e na verdade nunca senti vontade. Sei algumas coisas sobre ela, mas meus pais de verdade são esses aqui, que me amam da mesma forma que amam meus irmãos e me escolheu sem terem me visto antes. Não sabiam como eu seria e mesmo assim me adotaram. Sempre fizeram tudo por mim e nunca me senti excluída, bem pelo contrário. Nem dá pra sentir que não sou filha deles, porque eu sou. E meus irmãos mais velhos nunca fizeram diferença comigo. Eu amo minha família e nunca pediria por outra. Eu já me senti abandonada, sabe? Porque não sei nada da minha mãe biológica e ela não me quis. Mas azar o dela porque sou demais e meus pais são incríveis 



Histórias incríveis, afinal adoção não é nenhum bicho de sete cabeças não é mesmo? E você é adotado ou tem alguém na família que é? e como é a relação deles ou sua com a família? (Se quiserem a anonimato enviem um e-mail para je_waltrick@hotmail.com). Ou comente aqui em baixo, pelo Facebook ou pelo Gmail!  


Posts Relacionados

0 comentários